Governador abre 1º Conferência Estadual de Educação Básica do Maranhão

Para discutir as novas diretrizes para a educação do Maranhão, o governador Jackson Lago e o secretário de Educação (Seduc), Lourenço Vieira da Silva, abriram na sexta-feira, 14/12, às 8h, no salão de convenções do Rio Poty Hotel, a 1º Conferência Estadual de Educação Básica - desafios e mudanças no Maranhão.

O evento foi um momento de reflexão sobre os problemas educacionais do Estado e uma oportunidade ímpar para definição dos novos rumos para a implantação de um modelo educacional efetivamente capaz de assegurar a melhoria dos indicadores da educação pública no Maranhão, ressalta Lourenço Vieira da Silva.

A conferência, encerrada no sábado, 15/12, reuniu cerca de 700 participantes, incluindo mais de 400 delegados escolhidos durante os 19 Seminários Regionais de Educação. Durante os seminários o governo discutiu e captou propostas de práticas educativas que deverão iniciar o processo de reversão dos índices de analfabetismo, reprovação e evasão escolar, além de definir a educação que o Maranhão quer e precisa.
Para participar da conferência, o Governo do Estado convocou professores, pais alunos, técnicos gestores escolares das redes estadual e municipais de ensino, representantes de escolas privadas, agências formadoras de educadores, dirigentes de educação, instituições públicas e a sociedade para discutir as novas diretrizes para a educação do Maranhão.

Entre as questões bastante suscitadas nos seminários e que foram debatidas, estão à revisão da política de formação continuada, a atualização curricular - a partir de uma ampla discussão com a sociedade civil - e a construção de um plano de cargos e salários para os profissionais da educação.

Durante a Conferência Estadual foram ampliadas as definições das diretrizes e políticas educacionais, na perspectiva de criação do Sistema Integrado de Educação Pública no Estado (Siepe), com o propósito de unificar forças para a melhoria da educação, por meio da integração de todos os órgãos estaduais que trabalham com educação no Maranhão, entre eles as secretarias de Educação e de Ciência e Tecnologia, a Uema, a Fapema e a Univima.

Dos seminários realizados nas cidades-sede de Imperatriz, Caxias e São Luís, abrangendo as 19 regionais e incluindo todos os municípios, resultou o documento “A Educação que o Maranhão quer e precisa”, que analisado a partir de hoje.

A realização dos seminários regionais integrou a primeira etapa para a preparação da conferência estadual e, posteriormente, a 1ª Conferência Nacional de Educação Básica, que será promovida pelo ministério da Educação (MEC) em abril de 2008, em Brasília.

O encontro nacional servirá para discutir a educação brasileira com todos os setores ligados à educação básica, a fim de melhorar o ensino e promover o efetivo aprendizado em sala de aula.
Será também uma oportunidade para debater sobre a consolidação de um regime de colaboração entre os sistemas federal, estaduais e municipais e debater temas centrais relativos à educação.

A conferência nacional deve receber entre mil e 1,5 mil representantes dos estados e do Distrito Federal. Todos os setores organizados da educação básica estão sendo mobilizados para participar tanto da conferência nacional quanto das estaduais. Nas conferências estaduais serão indicados os delegados para a etapa nacional, em 2008.

Fonte:
Ascom/Seduc – MA
Publicado em 19/12/2007